Digital StillCamera

Não posso me considerar um artista sustentável apenas pintando borboletas.

Também preciso fazer algo de prático a esse respeito.

A natureza, o meio ambiente , sustentabilidade e tecnologias renováveis sempre impulsionaram meu processo criativo seja para a produção de artes ou desenvolvendo protótipos.

Como artista e cidadão acredito que ações para a melhora do meio ambiente repercutem diretamente para a qualidade de vida de uma comunidade.

Após ver tanto material descartado nas calçadas de minha cidade eu percebi que essa matéria prima, onde tempo e energia foram gastos para produzi-las, não poderiam terminar como lixo e entulho.

descarte01PEQ

Decidi então usar esse material em favor de minha arte e mostrar que é possível fazer algo mais útil com o que consideramos lixo.

Meu projeto começou com a idéia de produzir minhas poparts com materiais alternativos usando meus conhecimentos de aerografia e cenografia.

Porém eram necessárias algumas regras:

Recolher o material

Usar o mínimo de energia possível para desmontar, limpar e preparar o material para receber a pintura.

Todo o resíduo gerado devera ser reaproveitado em 100%

Usar água de reuso de lavagem de roupas para limpar o material quando necessário e reservar o que sobrar

residuoPEQ

aguaPEQ

Devido a variedade de materiais encontrados era necessário usar uma tinta que pudesse aderir em todos eles.

A ajuda inicial veio com a Gênesis Tintas que entendeu a ideia e forneceu as tintas a base de solvente.

bad4265e-6c78-d775

Dessa forma  outra consideração surgiu:

Todo o material para limpeza dos acessórios de pintura não poderá ser descartado na natureza ou rede de esgoto.

Tecido e estopas deverão ser reutilizados ao máximo  e após isso serão usados como matéria prima , misturados a resina a base de água, para comporem novas superfícies de pintura.

A limpeza com solvente deverá ser feita dentro de recipientes e assim não desperdiçar e não jogar na rede de esgoto.

Isso tudo juntamente com meu bom e velho aerógrafo IWATA HP-C, um pequeno compressor de baixo consumo elétrico, um conjunto amador de pintura , uma serrinha, um antigo projetor de slides e um espelho eu pude começar o idéia de transformar lixo urbano em arte.

Tive sorte por meu estilo popart que segue o conceito artístico dos vitrais ter-se mostrado muito versátil para essa  tecnica de pintura e acabamento viabilizando minha primeira POPART SUSTENTÁVEL: a “Arara Vermelha”

A produção da arte

A ideia inicial da arte foi destacar a ave com poucos detalhes da Amazônia ao fundo.

baseAraraPEQ

Antes de começar a arte eu decidi construir alguns utensílios – prancheta, um pequeno gabinete e uma câmara para pintura com exaustão  -  seguindo as regras e conceitos de meu projeto.

mesaPEQ

Dando início ao projeto confesso que me surpreendi ao encontrar um tanquinho jogado na esquina junto com mais material descartado.

Ele foi cortado em chapas que  foram limpas com água de reuso.

recolhePEQ

Com a arte impressa em formato de slide era necessário pensar em como transferi-lo para as superfícies limpas.

Baixa tecnologia foi a resposta: um antigo projetor de slides, um trilho na vertical e um espelho!!

projetorPEQ

Com o desenho transferido as placas passaram a ser cortadas.

recortePEQ

Para economizar tinta a aerografia , técnica escolhida garantiria uma pintura uniforme e sem desperdício.

Para o fundo eu usei uma pequena porta de armário que foi lixada e restaurada usando-se cola com resíduos de madeira e serragem.

Para não gastar fita adesiva dou preferência a o uso de máscaras soltas de material plástico e assim podem ser reaproveitadas

O acabamento foi todo feito com pincel

pintura002PEQ

Os ícones que representariam a musicalidade,fauna e recursos hídricos foram recortados em uma ploter de recorte e em seguida pintados.

icones001PEQ

Como quero fazer essas obras com tridimensionalidade optei em fazer as peças espaçadas por isopor.

O toque final foi a fixação do conjunto unidos com adesivo de silicone.

colagemPEQ

Esse foi o passo a passo da primeira POPART SUSTENTÁVEL porém mais  artes estão sendo preparadas pois, infelizmente, a matéria prima ainda é muito abundante!

felinoPEQ

onca00

onca001